quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Por 7 votos a 3, STF decide: Ficha Limpa vale para este ano

27/10/2010
Ministra Elen Grace

Por Carol Pires, estadao.com.br,

Ao negar recurso do deputado federal Jader Barbalho (PMDB), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, que a lei da Ficha Limpa tem validade ainda para este ano. O julgamento terminou empatado em 5 a 5, e a saída do impasse foi encontrado no regimento interno da Corte.

Por sugestão do ministro Celso de Mello, o artigo 205 do regimento interno foi aplicado no julgamento. Diz o artigo: 'havendo votado todos os Ministros, salvo os impedidos ou licenciados por período remanescente superior a três meses, prevalecerá o ato impugnado'. Ou seja: vale a decisão da Justiça Eleitoral que impugnou a candidatura de Jader e definiu que a lei vale para este ano. Sete ministros acataram esse critério de desempate e outros três queriam que o presidente do STF, Cezar Peluso, tivesse exercido o voto de minerva.

Jader Barbalho obteve quase 1,8 milhão de votos na eleição para senador pelo PMDB do Pará, mas foi barrado pela Justiça Eleitoral com base na lei da Ficha Limpa. Ele renunciou, em 2001, ao mandato de senador para fugir de um processo de cassação no Senado. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA) havia autorizado a candidatura dele, mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reviu a decisão, negando-lhe a candidatura.

O julgamento durou quase sete horas e foi marcado por troca de farpas entre os ministros e duras críticas disparadas pelo ministro Gilmar Mendes contra a aplicação da lei. Ele chegou a dizer que validá-la seria 'flertar com o nazi-fascismo'.
****
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26118345

Dilma: meta da área social é acabar com a miséria

27.10.2010
Uma grande festa no Teatro dos Bancários, em Brasília, marcou o anúncio da plataforma de governo de Dilma Rousseff para a área social. O principal compromisso é a erradicação da miséria no país. Segundo ela, essa será a principal meta da sua gestão, porque um país só pode comemorar crescimento econômico quando muda para melhor a vida das pessoas.

“Para nós, a questão social não é adereço de mão. É o cerne do nosso programa de governo. Essa é uma diferença histórica entre nós e o adversário. Não existe como conceber o desenvolvimento sem olhar como grande indicador a melhora nas condições de vida da população. Não é no PIB [Produto Interno Bruto] que olhamos se o Brasil melhorou ou não. É importante que a economia cresça, mas o indicador principal é se melhoramos as condições de vida das pessoas”, discursou a candidata.

Dilma salientou que a diferença entre o projeto do governo Lula, que ela dará continuidade, e dos tucanos de José Serra é que a questão social define as prioridades da gestão e não apenas a economia é o carro chefe.
Por isso, segundo ela, programas como o Minha Casa, Minha Vida foram lançados porque o governo tem olhar social.

“Investimos em mais moradias e lares para população e isso gera empregos para população. Ou seja, é um programa social com conseqüências econômicas. É dessa forma que vemos o país. Temos que voltar a ter valores, ao invés de dar importância às questões mercantis, dar importância só aos números, temos que focar nas pessoas. Eu vou continuar fazendo isso”, comentou.

Mobilização

Dilma alertou ainda para o perigo do "salto alto" na reta final do segundo turno e do clima de já ganhou. “De agora até dia 31 ninguém pode achar que já ganhou. Isso não dá certo, a gente fica confortável demais, orgulhoso demais e sobe demais no salto alto. Então, vamos colocar um salto bem baixinho e disputar até dia 31 voto por voto”, disse.

Baixe aqui o documento.

Conheça os 13 compromissos para o desenvolvimento social:

Eliminar a pobreza absoluta do país
Ampliar o papel do programa Bolsa Família na erradicação da pobreza e da desigualdade de rendimentos
Ampliar o acesso das famílias atendidas pelo programa Bolsa Família a outras políticas públicas
Garantir os direitos sociais e aumentar a oferta de serviços do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) a todas as famílias
Consolidar o Sistema Único de Assistência Social (SUAS)
Garantir o direito à proteção social como foco nas famílias em situação de vulnerabilidade social, aprimorando os serviços e garantindo a sua efetividade e a consequente melhoria das condições de vida da população
Implementar e consolidar serviços regionais inseridos no Sistemas Públicos Nacionais (SUAS E SISAN), ampliando o acesso da população em todos os municípios, incluindo a área rural e as comunidades tradicionais
Ampliar a oferta e melhorar a qualidade dos programas de alimentação e nutrição voltados aos que têm maior dificuldade de acesso à sua alimentação
Ampliar e fortalecer as estratégias de aquisição de alimentos da agricultura familiar
Assegurar o acesso à água potável a todas as famílias em situação de pobreza que vivem dispersas na zona rural e que não têm acesso à rede pública de abastecimento
Garantir às comunidades tradicionais acesso às políticas universais de Assistência Social e de Segurança Alimentar e Nutricional
Erradicar o trabalho infantil
Criar oportunidades de geração de renda para os segmentos em situação de vulnerabilidade.

Acompanhe aqui a cobertura diária da campanha de Dilma pelo Twitter.



Arrasif, amanhã: Marco Zero é Lula! Marco Zero é Dilma Presidenta do Brasil!

Quarta-feira, 27 de outubro de 2010
O comício com o presidente Lula, que marcará o encerramento da campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT), no Marco Zero, está previsto para as 19h desta quinta-feira (28). Uma grande mobilização dos partidos que compõem a Frente Popular de Pernambuco está sendo articulada para o evento. Segundo o senador eleito Humberto Costa (PT), a candidata petista não virá porque tem um compromisso em Belo Horizonte (MG).

Apesar do presidente Lula ter realizado comício em prol de Dilma há dois meses no estado, a escolha por Pernambuco para finalizar as atividades da sua candidata à sucessão é repleta de significados. “Além de ser o estado dele, é o último ato de campanha como presidente”, afirmou Humberto Costa. De acordo com o coordenador da mobilização da petista no estado, o deputado federal eleito, João Paulo, a expectativa é que uma multidão compareça ao evento. Para que este “momento histórico” seja presenciado pelo maior número de pessoas possível, a coordenação anuncia que prefeitos, vereadores e deputados virão em “caravanas de todo o estado”.

Sobre a estrutura de segurança montada no local, o senador petista disse que possivelmente será a mesma da montada em agosto, já que trata-se de procedimentos comuns a eventos presidenciais. Na ocasião, um requisito para ficar mais próximo do palco onde estavam o presidente, o governador Eduardo Campos, o prefeito do Recife João da Costa, e tantas outras lideranças políticas, era passar por detectores de metais instalados na entrada do Marco Zero.

Para esta quinta, a partir das 17h algumas vias próximas ao Marco Zero já serão interditadas por agentes da CTTU. 150 pessoas são esperadas para compor o palco de 12 metros de comprimento por 10 de largura. Entre elas, o presidente Lula, o governador, o prefeito do Recife em exercício, Milton Coelho, os senadores eleitos Armando Monteiro (PTB) e Humberto Costa (PT) e o federal João Paulo (PT).

Por Ana Luiza Machado, do Diario de Pernambuco
****
Fonte:http://profdiafonso.blogspot.com/2010/10/recife-amanha-marco-zero-e-lula-marco.html

Jornalista diz que foi xingado por tucano antes de debate

27/10/2010 - 23h22
PUBLICIDADE
DE SÃO PAULO

O jornalista João Peres, da "Revista do Brasil", diz ter sido chamado de "pelego filho da puta" pelo senador eleito Aloysio Nunes (PSDB-SP).

A agressão, diz, ocorreu na última segunda-feira, antes de debate dos presidenciáveis na TV Record.

O tucano admite tê-lo chamado de pelego, mas nega o palavrão.

À Folha Peres disse que o tucano teria perguntado para qual veículo ele trabalhava e, depois, teria se negado a dar declarações. "Eu disse: 'educado, hein, senador?'. Ele respondeu me xingando".

Aloysio Nunes confirma parte da história. "É pelego mesmo. É revista pelega, paga com dinheiro público para fazer campanha. E ele foi insolente. Perguntou se eu não falava com trabalhadores".

Questionado sobre o palavrão, Aloysio disse: "É mentira de petista. Estão querendo me colocar contra a mídia".

A "Revista do Brasil" é ligada ao movimento sindical e foi alvo de representação apresentada pela coligação de José Serra (PSDB), que pediu à Justiça a retirada da revista de circulação, alegando de que estaria atuando em favor de Dilma Rousseff (PT).

Houve decisão favorável à coligação tucana, baseada no argumento de que sindicatos não podem contribuir com candidatos ou partidos.
***
Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/poder/821467-jornalista-diz-que-foi-xingado-por-tucano-antes-de-debate.shtml

DOMINGO, 10 DE OUTUBRO DE 2010

A promiscuidade da elite demotucana paulista


A elite paulista é delinquente e quer destruir o país, essa corja precisa ser contida, Serra é sua última esperança.



Justiça e Justiça Social ou ... "Justiça Socialite"


Maio de 2008: a primeira-dama Mônica Serra, mulher de José Serra (PSDB), participa da campanha do agasalho na Daslu.

Cínica e despudorada como o marido

"Diga-me com quem andas, que te direi ... que justiça terás"

Como era de se esperar, os já condenados donos da Daslu com penas que alcançaram 94 anos prisão, já estão fora da cadeia.

Geralmente é assim mesmo, bons advogados, rede social que alcança o Palácio dos Bandeirantes (sede do governo paulista), palácios da "justiça", palácios do consumo, telefonemas prá cá e prá lá... pronto... tudo resolvido.

Para completar, vem o suporte "intelectual" da revista Veja, e de editoriais da Folha e Estadão "para explicar" que (segundo eles) a corrupção da elite tem "bons modos" e "não representa ofensa à sociedade", enquanto juízes, promotores e policiais "da ralé" representam "ameaça bábara" ao "estado de direito".

Mesmo assim devemos comemorar. Houve a condenação, houve a prisão pela justiça por um dia, mas já é um avanço, porque a justiça foi feita, só não foi cumprida. Antes, nem feita, era.

E, certamente, os Procuradores e Promotores de Justiça que atuaram na acusação, continuarão em sua obstinação para que a justiça seja cumprida.

Agora, mudando de assunto, mas continuando no mesmo...


"Assistencialismo não resolve desigualdade"
disse José Serra (PSDB) em recente discurso contra o Bolsa-família...

A primeira-dama de São Paulo, Mônica Serra, esposa do governador tucano José Serra (PSDB), é presidente do FUSSESP - Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo.

Na teoria tem por missão fazer políticas públicas de justiça social que qualquer um de nós assinaria embaixo. Mas... Vamos ver como está funcionando na prática...


É isso que Serra considera política social "estruturante"?

Campanha do agasalho, em parceria da Daslu com FUSSESP, em maio de 2008.
Essa camiseta deve entrar para história do Brasil, por todo o simbolismo que carrega.


Em outro evento na Daslu, em fevereiro de 2008, Eliana Tranchesi à esquerda e Mônica Serra no centro.


Relembrando Geraldo Alckmin

Justiça seja feita à Mônica Serra, a "peruagem" na Daslu vinda do Palácio dos Bandeirantes já foi bem maior, atingindo o clímax com Geraldo Alckmin (PSDB), a ponto de sua filha Sofia ter se tornado gerente de novos negócios da Daslu em 2005, após um período como "dasluzete" (vendedora da Daslu).


Desfile de bandidos


Justiça SOCIALite demo-tucana: Shopping da Daslu não pagava IPTU

O maior símbolo da elite paulista

Inaugurado em 2005, na gestão demo-tucana de José Serra (PSDB), o shopping da Daslu não exisitia no cadastro de IPTU da prefeitura de São Paulo, até 2006, já com Kassab (DEMos/PFL) na prefeitura.

Enquanto um proprietário ou inquilino de um imóvel popular recebe seu carnê do IPTU para pagar todo ano, o shopping da Daslu era "fantasma" perante o fisco da prefeitura.


ATENÇÃO: NENHUMA DESTAS FOTOS É MONTAGEM.
(os links apontam para a publicação original da Vogue, do FUSSESP e outros)

***
Fonte:http://blogdocappacete.blogspot.com/2010/10/promiscuidade-da-elite-demotucana.html

Quinta-feira é dia de comício da vitória com Lula, em Recife (PE)


27.10.10

O nosso #DiaD está chegando! Logo após grande festa do aniversário do nosso presidente, o #luladay, vamos reunir a militância mais amada do Brasil em Recife (PE).

Lula está #NaRuaComDilma, representando nossa candidata no último comício desta campanha, dia 28, a partir das 19h. Claro que a equipe da rede social de apoio à Dilma na Internet leva você para perto da militância, com a transmissão em tempo real pelo Canal Ao Vivo da #dilmanarede. Os bastidores em fotos, vídeos e depoimentos escritos estarão na página inicial do nosso site e também nos perfis do Twitter @dilmanarede. Não tire o olho do Facebook e do Orkut, que estarão repletos de informações.

Os bastidores em fotos, vídeos e depoimentos escritos estarão na página inicial do nosso site e também nos perfis do Twitter @dilmanarede e @dilmanaweb. Não tire o olho do Facebook e do Orkut, que estarão repletos de informações. Escreva conosco essa página da democracia brasileira, participando de mais uma #coberturacoleborativa. Suba posts no seu blog e site, retuíte os nossos perfis. Use a sua criatividade e militância para eleger Dilma Presidente. #Dia31Vote13



***
Fonte:http://dilmanarede.com.br/ondavermelha/noticias/quinta-feira-e-dia-de-comicio-da-vitoria-com-lula-em-recife-pe

PetroBrax

27.10.10

Não sou articulador político, não sou jornalista, mas, dei-me a liberdade de tecer alguns comentários sobre as falas do candidato Serra esperando contribuir para que a verdade e somente a verdade fique as claras.

PetroBrax – O candidato Serra tenta enganar o povo afirmando que nunca tentou privatizar a Petrobras. Não é verdade, ele e o governo FHC tentaram sim! E aqui falo por ter vivido esse tempo como um simples mortal empregado da Petrobras. Os jornais e revistas da época, se pesquisados, vão mostrar exatamente o que afirmo.

Na época, por volta do ano de 2000 o presidente da Petrobras indicado pelo FHC com aval do Serra era o economista francês radicado no Brasil e morando em São Paulo Henri-Phillippe Reichstul, portanto, fora dos quadros da empresa que ficou por quase três anos e ao sair da Petrobrás foi convidado pelos Marinhos para dirigir a Rede Globo passando a ser o número da organização Globo.

Foram feitas inúmeras reuniões em todo sistema Petrobras para o anuncio da mudança do nome para PetroBrax com o argumento de que tinham sido feitas pesquisas (Pasmem) na Argentina, Uruguai e com 150 executivos da Petrobras. (Até hoje, ninguém sabe os nomes deles) O presidente francês da Petrobras Henri-Phillippe só se esqueceu de pesquisar o povo brasileiro a real dona da Petrobras do que achava.

O presidente da Petrobras dizia que nas pesquisas indicaram ser o BRAS de Petrobras um peso. A marca BR em verde e amarelo era confundida nos Estados Unidos com a BP da Bristish Petroleum e a fonética Petrobras era difícil para as línguas espanhola e inglesa. Nas reuniões na Petrobras sobre essa mudança o Henri-Phillippe ria quando falava das cores verde e amarela e classificava o Bras do Brasil como ônus e incompetência.

Nós, o mortal funcionário passou a desconfiar que a jogada fosse mudar o nome facilitando a venda, a entrega da Petrobras para o capital estrangeiro. O projeto do Henri-Phillippe tinha sido aprovado pelo FHC e já havia consumido R$700,000,00 (setecentos mil reais) e ao fim de todo processo seriam gastos US$50 milhões. Quer dizer: o dinheiro do sofrido povo brasileiro jogado na vala da privatização para facilitar ao capital estrangeiro.

Assim, começou a tomar corpo entre os funcionários que deveria ser feita alguma coisa, embora, o Presidente da Petrobras tivesse se reunido com a FUP (Federação Única dos trabalhadores da Petrobras e a AEPET (Associação dos Engenheiros da Petrobras) tentando apoios da nossa classe sindical e, por conseguinte dos trabalhadores ele não obteve êxito. Todos nós passamos a denunciar na imprensa o que estava por vir por trás da mudança de nome.

Fizemos greves, muitos de nós punidos e até demitidos, mas, fomos em frente já que a mudança parecia irreversível. As fardas foram substituídas com o novo nome, os equipamentos também com a nova logomarca e nome em todo sistema Petrobras. Foram gastos milhões de reais nessas mudanças que depois tiveram que voltar ao que era antes por pressão da grande mídia, dos petroleiros e com certeza do povo brasileiro que não aceitou essa farsa, pergunta-se: A Petrobras foi ressarcida? Não! E quem pagou essa conta altíssima? Claro, o povo brasileiro! E o presidente da Petrobras o Francês Henri-Phillippe foi punido por esse prejuízo a nação brasileira? Não! Ele continuou lá dando as cartas por quase três anos e preparando terreno para que de alguma forma a Petrobras fosse fatiada e vendida. Mas, ao sair, foi ser o presidente da Organização Globo.

Ainda assim, no ano de 2000 a Petrobras deu um lucro ao Brasil de 10 (dez) bilhões de reais. Esta é a empresa que eles queriam entregar. E não tenho dúvidas que se o Serra ganhar (Deus é mais!) ele entregará o suor dos brasileiros, a Petrobras foi construída passo a passo por mãos de brasileiros anônimos que deram seus sangues, suas vidas e não pode de uma hora para outra servir ao capricho de políticos sem amor a sua pátria.

Serra fala que a Petrobras é quase toda terceirizada e quem começou isso e em qual governo? Claro, no governo FHC quando ele não deixou criar concursos para preenchimento de vagas no lugar dos que se aposentavam. É aí que começa em todo Brasil o ciclo da terceirização não somente na Petrobras bem como em todas as empresas brasileiras.

Em Serra não dá para confiar! Petroleiro que se preza, sem dúvidas, vota DILMA! Haveremos de dar o maior presente de aniversário ao Lula, Dilma Presidente!

Falarei depois em mais dois textos sobre o Serra dizer de Baiano Criminoso no Rio de Janeiro e Ser do bem.

Nelson Haroldo
Não é e nunca foi filiado a qualquer partido politíco).
***
Fonte:http://dilmanarede.com.br/ondavermelha/blogs-amigos/petrobrax

Pré-sal: um tesouro no fundo do mar do Brasil

23.10.10

Patrimônio de todos os brasileiros, a Petrobras quase entrou para o balaio de privatizações do governo FHC/Serra. Mas hoje ela é mais nossa do que nunca: em setembro deste ano, o Governo Lula aumentou de 40% para 48% a sua participação no capital da empresa.

A iniciativa marcou o maior processo de capitalização já realizado no Brasil e um dos maiores do mundo, assegurando um montante de cerca de R$ 120,4 bilhões à companhia e colocando a Petrobras no 2º lugar entre as maiores petroleiras do mundo, atrás apenas da americana Exxon Mobil.

Diferentemente de FHC e Serra, Lula e Dilma jamais cogitaram vender a Petrobras para grupos estrangeiros. Ao contrário, investiram na valorização dos trabalhadores e em novas tecnologias. Um dos principais resultados dessa atuação foi a descoberta, em 2007, do pré-sal.

A camada pré-sal é uma faixa que se estende ao longo de 800 quilômetros entre os Estados do Espírito Santo e Santa Catarina. O petróleo encontrado está abaixo de uma extensa camada de sal que, segundo geólogos, conservam a qualidade do petróleo.


Mais petróleo, menos pobreza


Com a descoberta do pré-sal, o Governo Lula tratou de propor regras claras para a aplicação dos recursos que virão deste novo patrimônio dos brasileiros. Quando ainda era ministra-chefe da Casa Civil, Dilma desempenhou um papel fundamental na criação de um marco regulatório para o pré-sal.

Foi a partir de uma decisão comandada pela nossa candidata que foi proposta a criação de um Fundo Social do pré-sal. Os recursos desse Fundo serão aplicados em seis áreas prioritárias: combate à pobreza; ciência e tecnologia; cultura; educação; meio ambiente e saúde.

A deliberação foi de Lula e Dilma, mas a vitória foi de todo o povo brasileiro: estima-se que somente os campos de Tupi, Iara e Parque das Baleias podem abrigar o equivalente a 14 bilhões de barris - mais da metade de todo o petróleo descoberto pelo país nos últimos 50 anos.

Assista ao vídeo e acompanhe nossos próximos posts sobre o assunto!



***
Fonte:http://dilmanarede.com.br/ondavermelha/noticias/pre-sal-um-tesouro-no-fundo-do-mar-do-brasil

DILMA PRESIDENTE, GUIA ELEITORAL,27.10.2010(noite)



****
Fonte:http://www.dilma13.com.br/video/tv-programas/

No péssimo governo Serra em São Paulo

27.10.10

Salário Mínimo Regional em relação ao Salário Mínimo Nacional, primeiro ano de Serra era 34% maior, neste só é 13% maior, no valor de R$ 580,00 para o Estado mais rico do Brasil, além dele não ser significativamente maior (era esta a intenção quando os Estados começaram a estipular o Mínimo Estadual), o Serra foi diminuindo ano a ano.

O Paraná, Estado que não se compara em termos de riqueza com São Paulo, o Salário Mínimo Estadual é de R$ 663,00.

Então como o Serra quer fazer um Salário Mínimo Nacional de R$ 600,00 reais, se no Estado de SP que teriam as condições financeiras e econômicas para ser muito mais, ele não reajustou nem na mesma proporção que foi reajustado o Salário Mínimo Nacional nos 4 anos de governo dele?Alceualceurjacobs@hotmail.com

****
Fonte:http://blogdadilma.blog.br/2010/10/no-pessimo-governo-serra-em-sao-paulo.html

Serra provoca buraco no metrô e nos cofres públicos

27.10.10
Licitação aberta dois anos atrás por ordem do governador paulista, José Serra (PSDB), cancelada e retomada há seis meses pelo sucessor dele, o também tucano Alberto Goldman, foi suspensa ontem. O motivo agora foi a denúncia, do jornal Folha de São Paulo, de que conhecia desde abril o resultado oficialmente anunciado quinta-feira para a licitação de seis lotes de uma nova linha do metrô paulistano, no valor total de R$ 4,04 bilhões.

Em reportagem publicada na edição de ontem, a Folha revelou que havia registrado em cartório e publicado na internet, em abril, quais empresas e consórcios venceriam o processo licitatório. O registro, segundo o jornal, foi feito três dias antes de que Goldman suspendesse a licitação pela primeira vez e mandasse as empresas refazerem suas propostas.

”O governador Alberto Goldman solicitou ao Ministério Público Estadual que realize uma investigação quanto à denúncia de que os vencedores da licitação dos lotes 3 a 8 para implantação da extensão da Linha 5-Lilás do Metrô já eram conhecidos antecipadamente”, diz nota divulgada pelo governo estadual. Goldman também teria ordenado ao Metrô e à Corregedoria Geral da Administração que apurem o caso.

Responsável pela abertura do processo de licitação, em outubro de 2008, o então governador e atual presidenciável José Serra tratou de defender-se e de defender a companhia do metrô. Em sua própria defesa, alegou que os problemas ocorreram quando ele já havia renunciado ao cargo para concorrer à Presidência. A alegação é falsa. Já em defesa da companhia do metrô, Serra disse que não acreditava em direcionamento na licitação, mas que pode ter acontecido um acordo entre as construtoras.
* Celso Jardim com Brasília Confidencial
****
Fonte:http://blogdadilma.blog.br/2010/10/serra-provoca-buraco-no-metro-e-nos-cofres-publicos.html

Como Serra trata as críticas

Um DEMOCRATA

publicado quarta-feira, 27/10/2010 às 20:52 e atualizada quarta-feira, 27/10/2010 às 20:25

le="margin-top: 0.5em; margin-bottom: 0.9em;">Recebo, do jornalista Antônio Biondi, levantamento exaustivo que mostra o apreço de José Serra pela liberdade de imprensa… === José Serra não lida bem com perguntas que questionem seus pontos de vista. Coloca-se como um defensor da liberdade de imprensa, mas desrespeita jornalistas que publiquem matérias desfavoráveis a seus interesses. Em 27 de setembro de 2010, Marina Silva deu declarações que ajudam a entender o padrão de comportamento do presidenciável com a imprensa: “Tenho ouvido reclamações nos últimos dias que o ex-governador José Serra tem ficado nervoso quando fazem perguntas que ele não gosta. Ouço também relatos de que há uma tentativa de intimidação dele aos jornalistas. Existem duas formas de tentar intimidar a imprensa. Uma é aquela que vem a público e coloca de forma infeliz uma série de críticas. Outra é aquela que, de forma velada, tenta agredir jornalistas, pedir cabeça de jornalista, o que dá na mesma coisa, porque o respeito pela democracia e pela liberdade de imprensa é permitir que a informação circule. Serra constrange e tenta intimidar jornalistas”. (Fonte: IG) Se você é jornalista e trabalha em uma redação, já deve ter ouvido alguma história sobre telefonemas que ele teria dado a donos e diretores pedindo a demissão de repórteres “irresponsáveis”. Decidimos reunir apenas episódios concretos, públicos e comprováveis, para que o eleitor tenha ferramentas para ajustar sua percepção à realidade.

13 de outubro de 2010

Vítima: Valor Econômico (repórter Sérgio Bueno) O repórter Sérgio Bueno fez pergunta sobre Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto. E ouviu do candidato: “Seu jornal faz manchete para o PT colocar no horário eleitoral. Eu sei que, no caso, vocês não têm interesse na Casa Civil, naquilo que foi desviado. Seu jornal, pelo menos, não tem. Agora, no nosso caso, nós temos.” Horas depois, a diretora de redação do Valor, Vera Brandimarte, ensinou: “O jornalista [Sérgio Bueno] só estava fazendo o trabalho dele, que é perguntar. Todos os candidatos devem estar dispostos a responder questões, mesmo sobre temas que não lhes agradem”. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1410201008.htm

28 de setembro de 2010

Vítima: Folha de S.Paulo (repórter Breno Costa) Em Salvador, diálogo entre o repórter Breno Costa, da Folha, e o candidato do PSDB. “Candidato, nesses últimos dias de campanha, qual deve ser a [sua] estratégia?”. Resposta de Serra: “Certamente não é perder tempo com matéria mentirosa como a que você fez”. Sobre a matéria, explicação da Folha: “Serra referia-se à reportagem que mostrou ressalvas feitas por técnicos do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo no ano de 2009, quando ele era governador. As objeções técnicas do TCE-SP, que aprovou suas contas, referiam-se a ações que, hoje, fazem parte da lista de promessas do tucano”. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po2909201010.htm

15 de setembro de 2010

Vítima: CNT/Gazeta (entrevistadores Márcia Peltier e Alon Feurwerker) Serra irritou-se durante gravação e ameaçou deixar o programa “Jogo do Poder”, da CNT, comandado por Márcia Peltier e Alon Feurwerker. Ele não gostou de perguntas feitas e depois de dizer que estavam “perdendo tempo” com aqueles assuntos, passou a discutir com Márcia. Disse que, em vez de tratarem do programa de governo, estavam repetindo “os argumentos do PT”. Em seguida, levantou-se para deixar o estúdio. “Não vou dar essa entrevista, você me desculpa. Faz de conta que não vim”, disse Serra, reclamando que a entrevista não era um “troço sério”. Logo depois, pediu que os equipamentos fossem desligados e disparou: “Isso aqui está um programa montado.” A apresentadora negou com firmeza a acusação e teve uma conversa reservada com Serra. Só então o candidato aceitou voltar ao estúdio. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1609201022.htm

7 de agosto de 2010

Vítima: TV Cultura – Gabriel Priolli No final da tarde, Fernando Vieira de Mello, vice-presidente de conteúdo, chamou Priolli à sua sala para comunicá-lo de seu afastamento da direção de jornalismo da emissora. O episódio aconteceu apenas 5 dias depois de Priolli assumir o cargo. Ele havia encomendado uma reportagem sobre pedágios. A Folha escreveu sobre o episódio: “Nos corredores da emissora e na blogosfera, circula a informação de que, por trás da saída de Priolli, está uma reportagem sobre problemas e aumento nos pedágios. A reportagem teria sido “derrubada” – jargão para o que não é veiculado – por Mello. “A reportagem não foi ao ar na quarta-feira por uma razão simples: não estava pronta”, diz Mello. “Eram ouvidos só [Geraldo] Alckmin e [Aloísio] Mercadante. Em período eleitoral, somos obrigados a ouvir todos os candidatos. Foi isso que fizemos”, acrescenta. Dias antes, outra dança de cadeiras originou rumores sobre a influência do governo estadual sobre a TV. Segundo estes, Heródoto Barbeiro teria sido substituído por Marília Gabriela no Roda Viva por ter feito uma pergunta incômoda a Serra. Escreveu o Observatório da Imprensa: “Explicações complicadas terão que ser dadas pelo candidato à presidência José Serra – acusado de ter pedido a cabeça dos jornalistas” Fonte:http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=597IPB010

23 de agosto de 2010

Vítima: TV Brasil O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, se irritou com uma pergunta de uma jornalista da TV Brasil, emissora estatal, sobre o fato de a propaganda na TV completar uma semana hoje e a expectativa do tucano de conseguir reagir nas pesquisas. “Pergunta lá pro seu pessoal na TV Brasil. Eles têm uma opinião”, disse Serra. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/poder/787723-serra-se-irrita-com-pergunta-de-jornalista-da-tv-brasil.shtml

Julho de 2010

Vítima: Rádio Mirante AM, do Maranhão – repórter Mário Carvalho Serra irritou-se quando foi perguntado sobre o que faria para diminuir sua rejeição no Nordeste. Respondeu: “Onde você viu essa informação? Você está fazendo campanha para Dilma”. “No Ibope e no Datafolha”, disse Carvalho. “De qual emissora você é?” “Da Mirante AM”. “Não é rádio do Sarney? Eu não sei aonde você viu isso. Vamos fazer uma coisa, você quer fazer propaganda pra Dilma? Eu acho legítimo que sua rádio e você faça campanha para Dilma. Não tenho nada a me opor. Agora não venha falar mentira. Tudo bem, faz a campanha direto”, disse, gritando, Serra. 16 de julho Vítima: TV Globo – Fábio Turci O repórter Fábio Turci dirige a Serra uma pergunta sobre juros. O perguntado não esconde sua irritação, e indaga com a devida veemência: “De onde você é?” Turci esclarece ser da Globo. E Serra, de pronto: “Ah, então desculpe”. Fonte:http://www.cartacapital.com.br/politica/pesos-e-medidas

22 de junho de 2010

Vítima: TV Cultura – Mediador Heródoto Barbeiro “Como o estado poderia prestar serviço não cobrando pedágios tão caros como são cobrados no estado de São Paulo? A gente viaja por aí e as pessoas reclamam que para ir de uma localidade à outra custa R$ 8,80″, questionou o jornalista. “Você tá transmitindo o que o PT vive dizendo”, acusou. O candidato explicou que o modelo de privatização de rodovias de São Paulo passou por mudanças em seu governo. “Nós mudamos o modelo de concessões e os pedágios baixaram em relação aos elementos anteriores”. Ao final da discussão, Serra classificou as indagações do jornalista de “trololó petista” e condenou Barbeiro por não apresentar resultados do governo tucano em São Paulo. “Essas perguntas têm sempre de vir acompanhadas de resultados”, exigiu o tucano. Logo depois, Barbero deixou a bancada do programa, dando lugar a Marília Gabriela. Assista ao bate-boca:http://www.cafenapolitica.com/wordpress/?p=1751

29 de maio de 2009

Vítima: Estadão – repórter Sandro Villar Escreveu o Estadão: “A entrevista coletiva foi tumultuada. A segurança reprimiu os jornalistas com certa dose de truculência. O governador fugiu das perguntas políticas. Ao ser perguntado pelo repórter do Estado se faria dobradinha com Aécio Neves na eleição para a presidência, Serra se irritou. “Pensei que você veio para perguntar sobre o hospital”, respondeu (em referência a uma pauta publicada). Um segurança agarrou o repórter na frente do governador, que condenou a atitude do rapaz (do repórter!) e soltou um sonoro palavrão impublicável.Villar declarou, em correspondência a Luis Carlos Azenha: “Não faz muito tempo surgiram informações de que o Serra foi submetido a um cateterismo realizado secretamente na calada da noite. Eu queria perguntar isso ao governador para ele desmentir ou não. Mas, pela segunda vez, fui agredido pela segurança de Sua Excelência. Protestei e disse que nem na época da ditadura militar fui tratado com tanta truculência” Fonte:http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,professores-chamam-serra-de-ditador-em-presidente-prudente,379226,0.htm

10 de maio de 2010

Vítima: Rádio CBN (Comentarista Miriam Leitão) Em entrevista pela manhã, Miriam perguntou se o presidenciável respeitaria a autonomia do Banco Central ou se presidiria também a instituição, caso vencesse a eleição. Serra primeiro respondeu que a suposição da jornalista era “brincadeira”. Em seguida, disse, ríspido: “Você acha isso, sinceramente, que o Banco Central nunca erra? Tenha paciência!” Questionado se interviria na instituição ao se deparar com um erro, Serra interrompeu Miriam: “O que você está dizendo, vai me perdoar, é uma grande bobagem.” 10 de maio de 2010 Vítima: Rádio Nacional Relato da Folha de S. Paulo: Um repórter da Rádio Nacional, emissora estatal, perguntou se o tucano acabaria com o Bolsa Família. Serra reagiu de forma ríspida. “Por que a pergunta? Porque disseram para você que eu vou acabar? Então eu gostaria de saber a fonte. Isso é uma mentira total”, afirmou. Em outro momento de irritação, Serra não quis detalhar sua posição referente à divisão dos royalties do pré-sal. “Não vou ficar repetindo.” Assessores de Serra procuraram repórteres para pedir desculpas pelo tom do tucano, que chegou ao evento com 40 minutos de atraso. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2005201009.htm


***
Fonte:http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/como-serra-trata-as-criticas

PESQUISA CNT/Sensus. UM COMENTÁRIO INTELIGENTE

“Por Adalberto Cardoso

Caros,

Analisando em detalhe a pesquisa CNT/Sensus, cabem alguns comentários de cautela.

1. A pesquisa tem representatividade em nível nacional, mas a amostra é muito pequena para ser “quebrada” pelas grandes regiões. Se nacionalmente a margem de erro é controlável, quando se quebra por região ela vira ficção. Não cabem análises seguras sobre Dilma ter superado Serra ou o contrário nas regiões. O que se pode dizer com segurança é que, nacionalmente, ela está x pontos na frente. E a diferença é muito grande.

p;No desenho das cotas a pesquisa representa bem o Brasil em termos da idade dos eleitores (a variação com relação os dados da PNAD 2009 é mínima). Mas no caso da escolaridade as cotas da Sensus subestimam os com até 4 anos de estudo e os com ensino superior. A PNAD dá 33,1% de pessoas com 16 anos ou mais com até 4 anos de estudo, a amostra da Sensus traz 28,9% de entrevistados nessa condição.

A diferença de 3,2 pontos percentuais esconde alguns milhões de eleitores. No caso dos com 12 anos de estudo ou mais, na amostra temos 12,8% dos entrevistados, contra 14,3% na PNAD. A diferença é de 1,5 pontos percentuais, bem menor do que a anterior. Isto é, a amostra subestima o voto em Dilma na base da distribuição escolar e o voto em Serra no topo.

Como pessoas com ensino superior são proporcionalmente em menor número, a subestimação do voto em Dilma é maior. Isto é, como ela tem 55,2% das preferências entre aqueles com primário ou menos, aquele erro amostral acrescentaria 1,5 pontos de intenção de votos nela, talvez um pouco mais. No caso de Serra, ele praticamente não ganharia nada, porque a diferença entre os dois no topo da distribuição escolar é muito pequena (43,4% a 45,7% em favor de Serra);

3. Nesse caso também (escolaridade), a amostra é muito pequena para maiores ilações, mas é provável que o voto em Dilma esteja subestimado.

4. Porém, a amostra subestima os mais ricos e superestima os mais pobres. Segundo a PNAD 2009 pessoas com renda familiar de até um salário mínimo eram 12,8%. Na amostra, eles são 18%. Como o voto em Dilma, aqui, é superior a 60%, a inflação pró-Dilma pode chegar a 3 pontos percentuais. Na outra ponta, os eleitores com renda familiar de 10 a 20 salários mínimos, onde Serra está melhor, a pesquisa tem 4,6% dos entrevistados, contra 6,7% na PNAD. Esses 2 pontos percentuais de diferença devem dar alguns milhares de votos a Serra.

5. Esses deslocamentos podem explicar a disparidade dos números da Sensus em relação ao Data-Folha e o Vox Popoli. Dilma está certamente com 10 pontos ou mais de vantagem em relação a Serra e todos apontam a mesma tendência de variação negativa dos dois candidatos em favor dos indecisos.

6. É um equívoco excluir os indecisos para computar os votos “válidos”. Brancos e nulos devem mesmo ser excluídos, mas os indecisos provavelmente votarão, e tomarão sua decisão nos próximos dias. O mais correto seria dizer “entre os que já se decidiram” Dilma tem x e Serra Y.

7. Ainda assim, os movimentos recentes dos votos mostram que mesmo entre os decididos (os que dizem que não votariam em outro candidato) as coisas podem mudar. O episódio da bolinha de papel, a agressividade de Serra e a lembrança, pela campanha de Dilma, de sua renúncia à prefeitura de São Paulo (Serra não é homem de palavra) parecem ter sido fatais para ele. Pegaram onde a insistência nas privatizações não parecia capaz de entrar. Uma proporção considerável dos que diziam que só voltariam nele em inícios de outubro agora, ao que parece, já não o farão. O episódio da licitação do metrô paulista pode piorar as coisas para Serra. Para quem estava em busca de uma bala de prata… O fato é que ela estava na arma, só que saiu pela culatra.

8. Tudo indica que o jogo já está jogado, restando apenas o apito final.

abraços a todos

adalberto”
****
Fonte:http://politicacomdedonafer.tempsite.ws/blog/?p=3688

27 de outubro de 2002 – O dia em que o Brasil acordou !!!

27.10.10

O Jornalista Ricardo Kotscho escreve hoje no seu blog “Balaio do Kotscho” um belíssimo relato do dia em que “a esperança venceu o medo” AQUI
Trata-se do dia 27 de outubro de 2002, aniversário do nosso Presidente do Povo Luis Inácio Lula da Silva. Eu postei lá o seguinte comentário:

Caro Kotscho

Emocionante o teu belo relato sobre aquele dia. Outros aqui já contaram onde estavam e como receberam aquela notícia da vitória do Lula que estava engasgada na garganta por 13 ANOS !!! ( de 1989 a 2002 ) E aconteceu exatamente no dia do aniversário do nosso Presidente do Povo !!! É ou não é uma conjunção de detalhes concebida, alinhavada e presenteada pelo nosso principal conterrâneo, “ou seja”,…DEUS !!! ELE quis que fosse assim !!!

Me lembro bem desse dia, estávamos no nosso Comitê aqui na Zona Norte de São Paulo quando a tua filha Mariana Kotscho anunciou pela Globo o resultado da boca de urna. FOI UMA EXPLOSÃO DE ALEGRIA !!! Nos abraçamos todos, pulávamos e cantávamos como crianças. Saímos para a rua e fechamos o trânsito e não tinha um motorista que reclamasse !!! Todos pediam uma “estrelinha” do PT para guardar na lembrança e no peito aquele momento histórico. Saímos de lá e fomos a pé marchando até a Av. Luis Dumont Villares ( a mesma onde comemoramos o 2° aniversário do teu blog, o Balaio ). Ali nos aguardava um Trio Elétrico ( vermelho é claro ) para a grande festa. Fechamos aquela avenida também tamanha a quantidade de gente que vinha de toda parte da nossa região. Ao som da musica “Festa” da Ivete Sangalo e dos jingles de campanha fizemos uma das mais memoráveis comemorações já vista na Zona Norte, berço da “direita” retrógrada, morada das “senhoras de Santana”, a mais conservadora região da mais conservadora cidade do Brasil !!! Era como se nos “vingássemos” do ódio e do “medo” distribuindo o amor !!! Foi a vitória da esperança !!! Foi a vitória do Lula !!!

Depois de bebermos até as “tampas” fomos para a Av. Paulista em carreata. Chegando lá outra festa extraordinária se desenrolava. Fiquei com a minha família, a mulher, as filhas, cunhadas, cunhados e “derivados” e junto com tantos amigos e companheiros de partido atrás do caminhão de som onde tocava o grupo baiano “Asa de Águia” responsável pelo jingle oficial daquela campanha:

“Não dá pra apagar o sonho…não dá pra parar o tempo
Não dá pra contar estrelas …que brilham no firmamento
Não dá pra parar o rio…quando ele corre pro mar
Não dá pra calar o Brasil…quando ele quer cantar
Bote essa estrela no peito…Não tenha medo ou pudor
Agora eu quero voce…Te ver torcendo a favor
A favor do que é direito…da decência que restou
A favor de um povo pobre…mas nobre trabalhador
É o desejo dessa gente querer um Brasil mais decente
Ter direito a esperança e uma vida diferente…
É só voce querer…que amanhã assim será
Bote fé e diga Lula, bote fé e diga Lula…EU QUERO LULA !!!”

A Av. Paulista estava fechada para o trânsito e era uma festa só e a melhor imagem que guardo do dia foi a da minha filha Julia. Ela tinha 3 anos e cansadinha junto com o meu sobrinho Jonas, também pequeno se enrolaram em uma bandeira do PT e dormiram no meio da avenida com todo aquele barulho !!! Não tenho foto mas aquela imagem das crianças dormindo no chão da mais movimentada avenida do país acolchoadas por materiais de campanha em uma caminha improvisada é difícil de descrever.! Era como se esperassem tranquilas pelo futuro promissor que viria com certeza, Isso é tudo o que os pais desejam para os seus filhos. Que o futuro deles seja sempre melhor, mais rico, mais justo e com mais oportunidades do que o nosso !!!

Já passava da meia noite quando o então Presidente Eleito Lula chegou no palanque montado em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero. O mar de bandeiras era impressionante !!! Haviam lágrimas nos rostos de todos nós !!! Havia Fé !!! Haviam Certezas !!! Havia ESPERANÇA como “nunca antes na história desse país !!!
Nem deu para ouvir direito o que disse ali naquele momento o nosso Presidente, eu abraçava a minha esposa Sonia de forma apertada, a gente chorava muito de felicidade e emoção e nesse instante…
***
Fonte:http://blogdadilma.blog.br/2010/10/27-de-outubro-de-2002-o-dia-em-que-o-brasil-acordou.html

Ativistas defendem diversidade e liberdade de expressão em SP

Evento lembrou ações promovidas pelo PSDB e por empresas de comunicação contra blogs, jornais e revistas independentes. Sobraram críticas aos tucanos e ao que os manifestantes chamam de velha mídia

Por: Suzana Vier, Rede Brasil Atual
Publicado em 27/10/2010,


São Paulo - Em ato de solidariedade à Revista do Brasil, blogues, jornais e revistas independentes sobram críticas à mídia e à falta de liberdade de expressão, na noite desta quarta-feira (27).

Para o presidente da CUT, Artur Henrique, o pedido de suspensão da Revista do Brasil e do Jornal da CUT, pela coligação que reúne PSDB e DEM, encarna a tentativa de calar os movimentos sociais. Artur relembrou que o pedido de tucanos e democratas tinha mais ações que não foram atendidas, como o pedido de segredo de justiça e a suspensão do blogue do Artur.

O dirigente sindical criticou a censura aos meios de comunicação que expressam a opinião dos trabalhadores, ao mesmo tempo em que publicações como a Veja têm liberdade para estampar em sua capa e no conteúdo o Aécio Neves. "Eles também tentaram a suspensão da edição número 1 da revista do Brasil, mas a Veja com Aécio pode, mostrar Dilma Rousseff com duas caras também pode", dispara.

Sérgio Nobre, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SP), destacou a seriedade e os motivos que levaram ao lançamento da Revista do Brasil. "Quando criamos a revista não foi para contrapor a grande mídia. Foi para dar informação de qualidade para os trabalhadores", afirma. "Quando li a revista suspensa, com um conteúdo que nenhuma outra revista tem, como a matéria sobre suicídio e assédio moral, eu tive certeza da decisão acertada de criar a Revista do Brasil para informar de verdade", aponta Nobre. A grande imprensa, aposta o dirigente, já caiu em descrédito.

No mesmo sentido, Juvândia Leite, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, avalia que há interesse de "calar o projeto" da revista que chega a 360 mil pessoas e que partidos e grandes empresas de comunicação "não podem controlar". "Os meios de comunicação têm dono. O problema não é o fato de terem interesses. O problema é que não dizem isso", critica Juvândia.
****
Fonte:http://www.redebrasilatual.com.br/temas/politica/ativistas-defendem-diversidade-e-liberdade-de-expressao-em-ato-de-desagrafo-a-revista-do-brasil

Eduardo Jorge é boateiro oficial de Serra

27.10.10

O impoluto vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, o coitadinho que teve seu sigilo fiscal quebrado na Receita, embora ninguém tenha visto, está fazendo um trabalho da maior dignidade na campanha do Serra: Manda seus emissários ligarem para jornalistas transmitindo notícias falsas sobre a saúde de Dilma Rousseff.

Quem denunciou a conduta ética do tucano foi o jornalista Ilimar Franco, de O Globo, que contou que na noite da quarta-feira passada representantes de Eduardo Jorge “dispararam telefonemas para ‘informar’ que Dilma estava mal, no aeroporto de Guarulhos, embarcando para a Europa”, quando ela se encontrava em Goiânia, participando de um comício.

Dilma enfrentou um câncer ano passado e explorar a doença para fins eleitorais é de uma sordidez ímpar. Boatos semelhantes circulam pela internet, afirmando que Dilma tem câncer terminal e não assumirá a presidência.

Se Eduardo Jorge não tem mais o que fazer, que vá cuidar do Paulo Preto, que pode trazer a Serra verdadeiras dores de cabeça e não aquela simulada pela bolinha de papel que o atingiu no Rio.
****
Fonte:http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2998

BRASIL: VENDE-SE

27.10.10
O Brasil teve larápios de todos os calibres 45. Mas nenhum deles ousou vender o Brasil. FHC e Serra quase conseguem.

Na verdade, FHC e Serra queriam vender o Brasil de porteira fechada, com povo e tudo.

Venderam a telefonia. Qual é país do primeiro mundo que tem a telefonia nas mãos de estrangeiros?

Venderam a telefonia na véspera de sua modernização, do salto tecnológico mundial. E vem com esse papo de que trouxeram o progresso.

O OURO PARA OS BANDIDOS

O progresso viria apesar deles, de qualquer jeito. É como aquela história do galo, que acha que o dia nasce porque ele canta.

A telefonia você não entrega na mão do estrangeiro. Imagine se a dos espanhóis está na mão do português.

Ou vá na Itália e veja se a telefonia está na mão dos americanos. Ou se a francesa não está nas mãos dos próprios franceses.

Então FHC-Serra deram o ouro para os bandidos.

lembretes pra desenvolver:

Vale: a maior província mineral do mundo/vendida a preço de banana, um troço de seu valor.

O sistema elétrico/light, Eletropaulo ..

Os bancos estatais/Banespa, nossa caixa

A petrobrax/Alexandre machado e Andrea Matarazzo

a defesa que Dilma faz do Pré-sal, uma das últimas grandes reservas do mundo.
****
Fonte:http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2993

Desmascarando as mentiras de Serra com a verdade

(Para cada mentira do Serra, há um link simplificado na internet provando o que dizemos)

27 de outubro de 2010

1ª MENTIRA:

SERRA NUNCA CRIOU O SEGURO DESEMPREGO.
O seguro foi criado pelo decreto presidencial nº 2.284, de 10 de março de 1986, assinado pelo então presidente José Sarney. Sua regulamentação ocorreu em 30 de abril daquele ano, através do decreto nº 92.608, passando a ser concedido imediatamente aos trabalhadores. Duvida? Entre: http://bit.ly/afr4Ms

2ª MENTIRA:

SERRA NÃO CRIOU O FUNDO DE AMPARO AO TRABALHADOR.
O FAT foi criado pelo Projeto de Lei nº 991, de 1988, de autoria do deputado Jorge Uequed (PMDB-RS).
Confira: http://bit.ly/ddWbNn

3ª MENTIRA –

SERRA NÃO CRIOU OS GENÉRICOS.
O verdadeiro pai dos remédios genéricos foi o ex-ministro da Saúde, Jamil Haddad, através do decreto-lei nº 793, de 1993, muitos anos antes de Serra ser ministro da Saúde, e antes mesmo de FHC ser eleito.
Quer Provas? http://bit.ly/bSefkR

4ª MENTIRA –

SERRA E O ABORTO
SERRA esconde dos religiosos que, quando foi Ministro da saúde de FHC, assinou uma normativa do sistema único de saúde, onde o aborto era permitido em alguns casos. Pesquise emhttp://bit.ly/9jPpBm

A mulher de Serra já fez aborto!!! (olha que hipocrisia!) Acesse: http://bit.ly/b2NOhz

COMO DEPUTADO CONSTITUINTE -1987/1988 – SERRA SÓ VOTOU CONTRA OS CIDADÃOS!

a) Votou CONTRA a redução da jornada de trabalho para 40 horas;
b) Votou CONTRA a garantia de aumento real do salário mínimo;
c) Votou CONTRA o abono de férias de 1/3 do salário;
d) Votou CONTRA a garantia de 30 dias de aviso prévio;
e) Votou CONTRA o aviso prévio proporcional;

f) Votou CONTRA o direito de greve;
g) Votou CONTRA a licença paternidade;

h) Votou CONTRA a nacionalização das reservas minerais.

Por isso, SERRA foi reprovado com a nota de 3,75 pontos pelo DIAP. Veja: http://bit.ly/dCZw1L

5ª MENTIRA – SERRA E PRIVATIZAÇÕES
Ele diz que vai fortalecer a PETROBRAS, BB E CAIXA, mas a verdade é quando ele foi Ministro do Planejamento, comandou o maior processo de privatização que já tivemos. Faltou critério e transparência. Pior, vendeu tudo a preço de banana e com financiamento pelo BNDES. Em SP, ele também fez isso. Por que não fará agora? Confira: http://bit.ly/btXnYa

A própria equipe econômica do Serra já disse o que pretendem fazer: http://bit.ly/969jAI

FHC também diz que o Serra sempre defendeu as privatizações: http://bit.ly/8n4lHD

A própria equipe econômica do Serra já havia dito o que pretendem fazer: http://bit.ly/969jAI

6ª MENTIRA – SERRA E SUAS PROMESSAS DE CAMPANHA
Ele está prometendo Salário de R$600, aumento disso e daquilo. Mas ele não tem de onde tirar dinheiro.
Quer a prova? http://bit.ly/bsbLLi

7ª MENTIRA – SERRINHA PAZ E AMOR?
Ele se diz um político democrático, que respeita a sociedade…Será mesmo? Veja nesse vídeo como ele trata os Professores de São Paulo…É na base da bala e da porrada.http://bit.ly/9VTLxo

E os jornalistas que o criticam duramente? Parece que são demitidos… http://bit.ly/bhscdB

8ª MENTIRA – SERRA ÉTICO?
No governo FHC, em que Serra foi Ministro 2 vezes, tiveram mais de 45 casos de corrupção..Você Sabia?
Então olha só: http://bit.ly/8ZBRGi

Lembra aquele caso das Sanguessugas? Então… http://bit.ly/9V6Nzk

Como Prefeito e Governador de SP, tiveram vários casos de corrupção, olhe aqui: http://bit.ly/a7Ezeh
Voce quer mais motivos para não confiar no Serra? http://bit.ly/cBefe6 E http://bit.ly/czIhml


***
Fonte:http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2946