Pesquisar este blog

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

"Estou decepcionada com a minha igreja (católica) pela campanha contra a Dilma"

Claudinete Sergipe, uma internauta no blog de Paulo Henrique Amorim
4 de outubro de 2010 às 12:55

Estou decepcionada com a minha igreja (católica) pela campanha contra a Dilma. Mesmo Dilma, e Lula, reafirmando ser favorável a vida e a família – perante católicos e evangélicos – a igreja continuou uma campanha impiedosa contra a Dilma, distribuindo inclusive uma “Nota da Comissão Episcopal Representativa do Conselho Episcopal Regional Sul 1 – CNBB” e no domingo (3) o padre Marcelo Rossi a propagou através da missa televisiva. Uma covardia, um acinte a boa fé do povo brasileiro que na sua grande maioria é católico. Eu não vejo está mesma eficiência na Igreja com relação ao combate à drogas, às famílias que passam fome, ao crime, à falta de moradia, à violência, e mesmo ao combate a pedofilia e ao homossexualismo dentro da própria Igreja. Lamentavelmente essa atitude da igreja católica com relação à candidata Dilma. Como sei que DEUS e CRISTO estão acima das instituições (igrejas) farei da minha Casa a minha própria Igreja para evocar e estar sempre em comunhão com o Criador, deixando, portanto, de frequentar a instituição igreja.
****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2010/10/04/serra-com-deus-fhc-e-o-filho-da-jornalista/

Serra: com Deus, FHC e o filho da jornalista

Filhos, filhos, isso é um problema

A primeira coisa que o Zé Baixaria fez na entrevista de ontem foi agradecer a Deus.

Como já disse esse Conversa Afiada, Serra é tão religioso quanto democrata.

A batalha deste segundo turno será religiosa, em torno da Ética e dos Costumes.

Eis aí um bom motivo para o Serra, finalmente, levar o Fernando Henrique para o palanque.

O Fernando Henrique acompanhado do filho que teve com uma jornalista.

Deste filho fora do casamento se sabe de quatro fontes.

De uma corajosa e pioneira reportagem da revista Caros Amigos.

De uma peça de Juca de Oliveira, quando fazia o papel de um senador corrupto, e dizia, com todas as letras: se o Fernando Henrique pode ter um filho fora do casamento, por que eu não posso ?

O Senador re-eleito Roberto Requião, ao sair de uma audiência no Palácio do Planalto, no auge da crise de Renan Calheiros, numa conversinha com os jornalistas do PIG (***): por que vocês estão preocupados com a filha do Renan ? E o filho do Fernando Henrique, vocês não têm nada a dizer ?

Não era verdade.

O PiG (*), de fato, tratou do assunto com profundidade e isenção.

Por exemplo, a colonista (**) Monica Bergamo, na Folha (***).

Ela demonstrou que Fernando Henrique é um Varão de Plutarco.

Quinze anos depois, fora da política, FHC reconheceu o filho que teve com uma jornalista, fora do casamento.

FHC, segundo a colonista, é um pai tão zeloso que tratou de dar ao filho educação de primeira qualidade.

Um ser humano exemplar.

Desses que a Bláblárina Silva deve admirar, com devoção.

Enfim, o Serra vai convocar o FHC – e o filho !

Afinal, foi o próprio Serra quem trouxe a filha para o centro da campanha (****).

Como diria o Plínio: Serra, não seja hipócrita !



Paulo Henrique Amorim


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

(**) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG (*) que combatem na milícia para derrubar o presidente Lula. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse pessoal aí.

(***) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é, porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

(****) Por falar nisso, quando é que a Folha vai fazer a reportagem sobre a denúncia do Leandro Fortes: a filha do Serra e a irmã do Daniel Dantas violaram o sigilo de 30 milhões de brasileiros. Quando ?
****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2010/10/04/serra-com-deus-fhc-e-o-filho-da-jornalista/

Um balanço inicial do primeiro turno

SEGUNDA-FEIRA, 4 DE OUTUBRO DE 2010
Reproduzo artigo de Emir Sader, publicado em seu blog no sítio Carta Maior:

A esquerda teve o melhor resultado eleitoral de sua história: Dilma em primeiro lugar, governadores no Rio Grande do Sul, na Bahia, em Pernambuco, no Ceará, no Espírito Santo, Sergipe, Acre, boas possibilidades no Distrito Federal, possibilidades ainda no Pará, limpa impressionante e renovação com grande bancada no Senado, maiores aumentos nas bancadas parlamentares na Câmara.

A frustração veio da expectativa criada pelas pesquisas de uma eventual vitória no primeiro turno para presidente. Uma análise mais precisa é necessária, a começar pelo altíssimo numero de abstenções e também dos votos nulos e brancos que, somados, superam um quarto do eleitorado. Mas também dos efeitos das campanhas de difamação – sobre o aborto, luta contra a ditadura, etc., assim como o efeito que o caso da Erenice efetivamente teve para diminuir o resultado final da Dilma.

A votação da Marina certamente influenciou. A leitura desse eleitorado é complexa, nem de longe se trata de onda ecológica no Brasil – as outras votações dos verdes foram inexpressivas. Juntaram-se varias coisas, desde votos verdes, esquerda light, até votos anti-Dilma, votos desencantados com o Serra, entre outros. Mas o montante alto requer uma análise mais precisa.

Para o segundo turno contam esses votos: mais da metade concentrados em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além do DF, onde ela ficou em primeiro lugar. Qualquer que seja a decisão de apoio no segundo turno – a convocação de assembléias para definir deve confirmar a tendência a abstenção, tornando mais difícil a operação política da direção de apoiar Serra -, esse eleitorado se orientará, em grande medida, não pela decisão partidária, ficando disponível para os outros candidatos. Em 2006, nem o PSol conseguiu que seus votos deixassem de ir para outros candidatos, desobedecendo a orientação do voto em branco.

É uma ilusão considerar que o segundo turno é outra eleição. É a continuação do primeiro, em novas condições – de bipolarização. A campanha deve ser dirigida diretamente por Lula, deve ser centrada na comparação dos governos do FHC e do Lula, deve ter uma estratégia específica para o eleitorado da Marina e deve multiplicar os comícios e outros atos de massa – um diferencial importante entre as duas candidaturas.

Em 2006 o segundo turno foi muito importante para dar um caráter mais definido à polarização com os tucanos, o mesmo deve se dar agora. Que ele multiplique a votação e a mobilização, para tornar mais forte ainda a vitória da Dilma. Ela é favorita, mas devemos precaver-nos das manobras dos adversários, do uso da imprensa, das campanhas difamatórias.

Pode ser um segundo turno de polarização mais clara também, porque os debates diluíam os temas, na medida em que havia um coro de 3 candidatos colocando ênfase nas denúncias. Não soubemos colocar como agenda central o fato de que o Brasil se tornou menos injusto, menos desigual, com Lula, e que esse é o caminho central a seguir.

Outros temas do primeiro turno abordaremos em outros artigos. Este é para abrir a discussão com todos.
****
Fonte: http://altamiroborges.blogspot.com/

HUMBERTO COSTA, O PRIMEIRO SENADOR DO PT,EM PERNAMBUCO!

HUMBERTO COSTA, o primeiro senador do PT,em Pernambuco


Com votação consagradora, Humberto Costa foi eleito o primeiro senador do PT, no estado de Pernambuco, com previam as pesquisas.A grande surpresa foi o primeiro lugar para Armando Monteiro, também eleito uma votação surpreendente,já que as pesquisas o mostravam atrás de Humberto, e mais próximos dos numero de Marco Maciel, teve menos voto que apontavam as pesquisas. Veja os números abaixo:

Humberto Costa(PT): 3.059.818 (38,82%)

Armando Monteiro(PTB):3.142.930 (39,87%)

Marco Maciel(DEM):934.720 (11,86%

EDUARDO CAMPOS, GOVERNADOR REELEITO! "É DAQUI PRA MELHOR"

Eduardo Campos, dá um banho de votos em Jarbas e "vinga" a derrota de Arraes em 1998.Foram quase 2 milhões de votos a diferença entre ambos.

EDUARDO CAMPOS(PSB), foi reeleito com votação histórica em Pernambuco. Foram 3.450.874 (82,84%).Jarbas Vasconcelos, sofreu a pior derrota de sua carreira política,obtendo apenas 585.724 (14,06%). As urnas pernambucanas lhe deram uma votação humilhante ao político raivoso e que fez e faz uma oposição odienta e desqualificada ao presidente Lula, no Senado federal.
Recebeu o troco dos pernambucanos, que reprovou por sua atitude de oposicionista raivoso e preconceituoso. Se tivesse sido candidato a reeleição ao senado( ainda tem quatro anos), seria derrotado também.

ISALTINO NASCIMENTO E PEDRO EUGÊNIO REELEITOS!

ISALTINO NASCIMENTO(PT),deputado estadual, foi reeleito com 52.955


PEDRO EUGÊNIO(PT), obteve 80.657 votos e também foi reeleito.

Agradecemos a todos ,particularmente de Paulista,aos que abraçaram a campanha desses parlamentares.A determinação e esforço de todos foram fundamentais para esta duas vitórias. Estendemos este agradecemos a dezenas de amigos e amigas,que durante acampanha contarei pedindo o apoio,o voto e esclarecendo as propostas de Isaltino e Pedro. Obrigados a todos.